terça-feira, 2 de dezembro de 2008

O destino.

São 21:00 hrs e eu espero você a 20 minutos; ligo furiosa; odeio quando você me deixa esperando; você passa me pega; entramos no extra; eu vou na frente; você atrás; como se fossemos dois estranhos;as perguntas e respostas terminam em uma palavra; passamos no caixa; você paga e descemos a escada como dois estranhos novamente; se desentendemos; a minha magoa ainda é da sua sinceridade da noite anterior; o seu jeito estranho é por não saber o que fazer com tantos desentendimentos e algumas brigas; quase vou embora; mais decidimos tentar mais um churrasco daqueles que a gente sempre briga as 4 da manhã; o churrasco é uma delicia; a nossa noite é LINDA; tudo voltou ao normal e eu gosto muito mais agora; são 5 da manhã você me deixa em casa; eu vejo sua cara de sono; peço pra ficar; mais você é teimoso; meu coração aperta quando você liga o carro e me da boa noite; eu entro; sento na cama e rezo; eu só queria que você chegasse bem; o telefone toca; meu pai diz o teu nome e eu levanto desesperada; eu bati o carro e o choro começa; o desespero entra em cena e tudo fica desesperador; eu só queria você bem; eu só queria paz; você diz estar bem; eu não paro quieta; foram dois postes ao chão; você diz estar bem mais eu só acredito vendo; eu sempre acreditei no que eu vejo e isso não mudaria nessa situação.

Eu te encontro deitado de banho tomado e com o olho inchado;você chora e isso me da uma nagustia ebnorme; não sei o que faze; só sei que hoje mais do que nunca eu quero você; quero que você conte comigo; que eu possa ser importante principalmente agora; quero dormir e acordar com você; quero te ligar a todo momento; eu tão forte e independente quero ser sua; pra sempre sua; só sua; porque só de pensar em te perder eu perco o chão; porque depois disso eu percebi que você é o que me motiva a sorrir todos os dias; e nada mais importa a não ser a vontade de ficar junto; de dizer que gosto; que você é especial; e que eu tive MUITO medo de te perder; de ficar longe de você; de não encontrar mais meu riso; minha alegria; Obrigado por ser quem você é; por me entender; por acreditar em nós; por chorar comigo e me fazer rir depois de uma lagrima; ACREDITE você é minha maior motivação; minha maior ALEGRIA; eu te adoro DEMAIS e espero ter você por muito tempo na minha vida.

3 comentários:

Elisangela disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Elisangela disse...

As vezes a vida da uns trancos desses na gente, pra aprendermos a dar valor ao que temos.
espero que vocês evitem as brigas bobas, depois disso e se valorizes.

mendy

http://meujogodavida.blogspot.com/

Déborah Simões disse...

adorei teu blog, Flor...
bjok